banner-meus-ynvestimentos

Long & Short

Long Short

long-short

Long & Short, em inglês, significa Comprado & Vendido. Nessa operação, um investidor mantém uma operação casada, sendo uma posição comprada em uma determinada ação ou ativo e uma posição vendida em outra ação ou ativo, sendo o financeiro perto de zero, buscando lucrar na diferença da rentabilidade dos ativos negociados. Muitos arbitradores se utilizam dessa técnica, aproveitando-se de distorções provocadas por movimentos de especuladores ou outros players do mercado, que fazem os preços de alguns ativos correlacionados se distanciem muito um do outro, criando oportunidades de ganhos.

O objetivo mais comum de acontecer nesse tipo de operação é a obtenção de lucro no aumento do spread entre os dois ativos, aproveitando as distorções entre os seus preços. O financeiro envolvido é próximo de zero, pois quase a mesma quantia recebida na venda dos ativos é usada na compra de outro ativo. Entretanto, é muito comum a utilização de alavancagem financeira, onde o dobro de venda ocorre para cada compra.

No melhor dos mundos, a melhor coisa que pode acontecer em uma operação Long & Short é o ativo vendido cair de preço e o ativo comprado subir de preço. Se isso acontecer, o ganho será em dobro, isto é, nas duas pontas. Logo, o Long & Short busca uma performance relativa a 2 ativos.  Entretanto, o contrário pode ocorrer, e a perda pode acontecer nas duas pontas, isto é, o preço do ativo vendido subir e o preço do ativo comprado cair. Muitos fundos de investimentos são especializados em operações Long & Short, pois conseguem obter retornos sem depender da tendência principal do mercado, apenas na correlação entre os ativos.

Tipos de Long & Short

Os principais tipos de Long & Short são:

Intrasetoriais

Envolvem empresas no mercado do mesmo ramo e setor, sempre se baseando nas correlações entre elas. Por exemplo, uma ação de siderúrgicas, como CSN e Usiminas, ou de celulose, como Fibria e Suzano.

Intersetoriais

Envolvem empresas de setores distintos, mas que apresentam correlação entre si. É uma das operações Long & Short mais arriscadas. Por exemplo, a Petrobrás e Vale.

Ações Preferenciais x Ações Ordinárias

É o tipo mais comum de Long & Short, pois apresenta baixo risco. Nessa operação, uma ação ordinária ou preferencial é comprada e a outra é vendida. Por exemplo, ações ON da Petrobrás e ações PN da Petrobrás são comuns em operações Long & Short.

Controladas x Controladora

Algumas empresas listadas em bolsa são controladoras de outras empresas também listadas na mesma bolsa.  Como seus resultados são muito similares, na maioria das vezes, a controlada representa quase que a totalidade dos ativos da controladora, criando uma correção entre elas, facilitando ainda mais a operacao de arbitragem e reduzindo os riscos. Por exemplo, Banco Itaú e Itaú S.A.

Índices

São montadas posições Long & Short utilizando índices, como por exemplo, o índice Bovespa e o Índice de Small Caps (BOVA11 x SMALL11).

É possível realizar operações de Long & Short com outros instrumentos, como por exemplo os derivativos ou commodities. Para se realizar operações Long & Short, é necessário manter margens de garantias, pois uma posição sempre será vendida. Essas garantias podem ser em dinheiro ou títulos, como títulos públicos, CDB’s, ouro ou em ações.

Você também poderá gostar...