banner-meus-ynvestimentos

IGPM

igpm

IGP-M significa Índice Geral de Preços no Mercado. Ele é calculado pela Fundação Getulio Vargas, desde o final de 1940, tendo como objetivo medir o movimento dos preços, sendo principalmente usado para a correção de contratos de aluguel e como indexador de algumas tarifas de energia elétrica.

Sua abrangência é nacional e os setores envolvidos são a Indústria, Construção Civil, Agricultura, Comércio Varejista e Serviços prestados às famílias. Ele é calculado do dia 21 do mês anterior até o dia 20 do mês de referência, sendo divulgado no último dia do mês de referência.

O IGP desempenha três funções:

1. É um indicador macroeconômico que representa a evolução do nível de preços de atividades produtivas, além das operações de comercialização no atacado, varejo e na construção civil.

2. É um deflator de valores nominais, como a receita tributária ou o consumo intermediário das contas nacionais.

3. É usado como parâmetro para a correção de preços e valores contratuais, como aluguéis e tarifas de energia elétrica.

O IGP é a média aritmética ponderada dos três índices de preços a seguir:

1. Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA)

Seu peso corresponde a 60% do IGP-M. Antigamente chamado de Preços por Atacado, o IPA registra variações de preços de produtos agropecuários e industriais nas transações entre as empresas nos estágios de comercialização anteriores ao consumo final, isto é, é um índice de preços de venda de produtos em nível de produção.

2. Índice de Preços ao Consumidor (IPC)

Seu peso corresponde a 30% do IGP-M. O IPC mede a variação de preços de um conjunto de bens e serviços que fazem parte das despesas habituais das famílias que recebem entre 1 e 33 salários mínimos mensais, como por exemplo, itens de alimentação, habitação, saúde, educação, recreação, transporte, entre outros itens. A área de pesquisa abrange as seguintes regiões: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília.

3. Índice Nacional de Custo da Construção (INCC)

Seu peso corresponde a 10% do IGP-M. O INCC mede a evolução dos preços dos materiais de construção e serviços de mão-de-obra relativos à construção civil. Atualmente, sua coleta é feita em 7 capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília.

Existem alguns investimentos que são corrigidos pelo IGP-M, como por exemplo, investir em imóveis. Como isso requer uma quantia alta em dinheiro, uma boa alternativa é investir em Fundos de Investimentos Imobiliários, pois grande parte dos contratos de aluguéis são corrigidos por este índice.

Para consultar a série histórica do IGP-M, basta entrar no site do PortalBrasil:

http://www.portalbrasil.net/igpm.htm

Você também poderá gostar...