banner-meus-ynvestimentos

Commodities

commodities

Commodities, em inglês, significa mercadoria. As commodities aqui no Brasil são negociadas em bolsas de mercadorias, feitos pela Bolsa de Mercadorias e Futuros – BM&F&Bovespa.

As commodities são produtos naturais, geralmente extraídos, produzidos ou plantados por diversos agentes, empresas ou produtores. Os produtos podem ser estocados por um determinado período de tempo sem que haja perda de qualidade. Geralmente, existe um padrão das mercadorias, como quantidade, sacas, qualidade, etc, variando entre cada mercadoria.

Os principais tipos de commodities são:

Commodities agrícolas: soja, milho, algodão, açúcar, café, borracha, celulose, boi gordo, suco e laranja, etc.

Commodities minerais: ouro, prata, níquel, ferro, petróleo, alumínio, minério de ferro, etc.

Commodities financeiras: moedas estrangerias, índices, títulos de dívidas do governo, taxas de juros, etc.

Commodities ambientais: carbono, florestas, etc

A maioria dos negociadores das commodities são produtores rurais, que negociam contratos futuros referente às suas mercadorias, a fim de fixar um preço de venda futuro, alinhando o preço de venda da sua produção às finanças de sua empresa, ou são grandes empresas que necessitam dessas commodities como matéria-prima para fabricarem seus produtos, como por exemplo, um frigorífico que precisa de centenas de bois para vender suas carnes, ou uma empresa que faz suco de laranja, e precisa das laranjas para fazerem seus produtos.

Os preços das commodities são livremente negociados na BM&F, onde seus preços oscilam conforme diversos fatores: safra, oferta e demanda, desastres naturais, clima, especulação, boatos, expectativas, e diversos outros fatores. As oscilações nos preços das commodities têm um impacto significativo nos fluxos financeiros mundiais, podendo causar perdas a agentes econômicos, aos produtores e compradores e até mesmo a países. O Brasil é um grande exportador de commodities (petróleo, minério de ferro, celulose, café, etc), onde se torna dependente dos preços negociados internacionalmente, de modo que, quando a demanda por essas commodities é alta, os preços sobem e o Brasil se beneficia, porém, se a demanda é baixa, o lucro das empresas e o valor de suas ações negociadas em bolsa são prejudicados.

As commodities, assim como os contratos futuros, possuem algumas características comuns:

Contratos padronizados: as commodities possuem uma estrutura comum e regulamentada, que estabelece todas as características do produto negociado, como a data de vencimento, o tipo de liquidação, padronização do produto negociado, data de vencimento, cotação, etc. Essa padronização é muito importante, pois gera mais liquidez no mercado. Como todos os contratos são iguais, não há diferença de quem está comprando ou vendendo, podendo a compra ou venda ser efetuada de qualquer outro investidor.

Ajustes diários: o ajuste diário é um mecanismo contra o risco, pois equaliza todas as posições do mercado futuro com base no preço do dia, gerando ganhos ou perdas diárias para os investidores, conforme oscilações no preço do ativo. Se um investidor está comprado no ativo e o preço desse ativo sobe, no dia seguinte ele será creditado com um determinado valor, conforme os ganhos gerados por esse aumento de preço. Caso contrário, ele será debitado. Se o ativo ficar caindo de preço dia após dia, o prejuízo para o investidor será enorme, sendo debitado diariamente para ajustar sua posição.

Margem de garantia: A margem de garantia é um valor depositado em dinheiro ou títulos que servirá para cobrir uma possível inadimplência do investidor em alguma chamada de ajuste diário. Normalmente para se operar um futuro na bolsa, o investidor é obrigado a depositar margem de garantia para mitigar o risco de credito. Essa margem é estipulada pela Bolsa, de acordo com critérios de apuração de margem para os contratos futuros. Os ativos aceitos como margem de garantia podem ser dinheiro, ouro, títulos públicos federais, títulos privados, cartas de fianças, ações e cotas de fundos fechados de investimento em ações.

Confira aqui as principais commodities negociadas na BM&F:

Você também poderá gostar...